Filipa Sabrosa fala sobre a separação

Filipa e Simão Sabrosa tornaram público o fim do casamento há cerca de um mês, após o fim de uma relação de 12 anos, oito anos casados e da qual gerou 2 filhos. A ex-mulher do jogador do clube turco Besiktas esteve presente na Moda Lisboa para ver o desfile do amigo Miguel Vieira. Momentos depois do desfile, Filipa deu uma entrevista há revista Caras onde fala sobre a separação.

O seu início de ano não foi fácil, com a separação e a morte do seu sogro… 
– Não foi, de facto… Agora é continuar a vida e não sair muito da rotina. A minha vida não mudou, o que mudou foi só o meu status.

Como está a viver esta nova fase, na qual atravessa um processo de divórcio?
– Acho que o importante é viver tudo isto com muita dignidade, responsabilidade e tentar retirar o melhor da experiência. Se conseguirmos fazer isto já valeu a pena.

Com a separação, a gestão do tempo que passam com os vossos filhos também vai ser diferente… 
– Sim, é diferente. Agora os meus filhos vão ter com o pai e eu já não vou. E o meu coração de mãe fica apertadinho. Eles estiveram lá [na Turquia] e sei que os meus filhos são muito amados pelo pai. Eles estão felizes também com ele.

Nesta fase ajudou o facto de o Simão estar a viver longe?
– Ajudou. Se há alguma coisa que facilitou este processo foi isso. Uma separação não é fácil para ninguém.

Está a ser um divórcio amigável e a Filipa e o Simão ficaram amigos…
– Se não ficássemos nada disto faria sentido. Tenho muita pena dos casais que não conseguem ter uma relação assim, porque acaba por se perder aquilo que se construiu.

Por várias vezes enfrentaram rumores de separação e continuaram sempre juntos. Desistiram facilmente do vosso casamento ou lutaram por ele até não dar mais? 
– Não entregámos logo os pontos. Foram 12 anos juntos. Qualquer relação exige luta. Nunca comentei rumores, porque seria dar azo a que houvesse mais.


O fim do vosso casamento deveu-se a terceiras pessoas?
– Não, nada disso.

Está a ser fácil a situação de solteira? 
– É uma adaptação progressiva. Estou a viver um dia de cada vez.

Mas está otimista em relação à sua nova vida? 
– Tenho de estar! Ninguém é feliz se ficar com uma atitude pessimista. Modéstia à parte, sempre fui uma mulher de força e continuarei a sê-lo.

Ainda é cedo para pôr a hipótese de voltar a apaixonar-se? 
– Ai, nem penso nisso. Será quando tiver de ser.




    Leave a Reply

    Fill in your details below or click an icon to log in:

    WordPress.com Logo

    You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

    Twitter picture

    You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

    Facebook photo

    You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

    Google+ photo

    You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

    Connecting to %s



%d bloggers like this: